५हჱ«══╬PATriciatu╬══»५हჱ

Só mais um site WordPress.com

Patriciatu agora só no Blogger 6 de novembro de 2012

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 17:01

Este é o primeiro Patriciatu – agora Patriciado, pelo Blogspot. Ele era o meu antigo blog no Live Space, que pertencia ao MSN, até ser extinto em 2011 e todos os blogs de lá migraram para o WordPress. Ficou ativo de 2005 até 2009.

Acontece que não me adaptei ao WP, então preferi, já em 2009, criar novos blogs pelo Blogspot (Blogger) mesmo. Portanto, hoje lá se encontra a versão atualizada do Patriciatu, que foi aportuguesado para PatriciaDO.

Continuo na ativa, mas em novo endereço. Este aqui ficará como um memorial a uma época e fase de minha vida – que, com a graça de Deus, já passou!

Te encontro lá no Blogger 😉

patkovacs.blogspot.com

 

Olá, mundo! 8 de março de 2011

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 16:48

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

 

Sanka, 8 anos! 2 de abril de 2006

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 7:50

"Iaiaaa, ôôô Ia Ia, minha Nêga não sabe o que eu sei…"

 

SANKA

Completa hoje 8 aninhos de vida!!! Um dia depois de Eu!

Minha Neguinha ariana, que Deus e os bons Espíritos protejam você, sempre!

 

 

PARABÉNS, SANKINHA!!!

02/04/1998

MUITAS, MUITAS, MUITAS SAUDADES!!

A crueldade e a malevolência de uma pessoa nos mantém separadas, mas não tem um dia em que eu não pense em você e não chame por seu nome, na esperança de encontrá-la… ao menos em sonhos posso revê-la.

 

Campanha do Kilo 12 de março de 2006

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 22:17

Hoje foi o dia da campanha mensal Campanha do Kilo, da Casa onde freqüênto. A parada é a seguinte: pega-se um carrinho de feira e percorre-se várias ruas – de casas já pré avisadas da campanha – para tentar arrecadar a maior quantidade possível de alimentos não perecíveis, como arroz, fubá, macarrão, preferêncialmente pacotes de 1 kg, por isso o nome.

Poderia dizer que muita gente colabora, mas a realidade é que muita gente não colabora com nada – ou, às vezes, até dá alimentos já estragados! É lamentável ver é casões com carrões na garagem e o dono ter a coragem de falar que não tem nada em casa, nossa, que povo mais mesquinho!

Na outra segunda-feira, da próxima semana, será o dia da distribuição das cestas. Não ajudarei, será à partir das 8:30h, mas é até bom que eu não participe disso. Não sou lá grandes coisas e ainda costumo julgar as pessoas e não acho que uma mulher cheia de filhos seja digna da ajuda dos outros uma vez que não consegue conter seus próprios impulsos animais e manter as pernas cruzadas. Se ela não faz a caridade de evitar trazer mais crianças no mundo para sofrerem, também não merece caridade dos outros que devem vir e sustentar sua imensa prole.

Mas, como se diz, deve se fazer o bem sem ver a quem. Tô fazendo sem ver a quem vai, então não julgo, já que os olhos não verão então o coração não sentirá também.

O que ganho com isso? Nada. E também não sei. Neste mesmo caso estou sendo ordenada a fazer, mas estou buscando algo que espro alcançar. Não é possível que nenhum dos meus afetos tenham encarnado na minha mesma época! Porque, tudo que tive até agora foi só piada. Sempre usada e depois descartada. Isso não é afeição!

 

Evangelização Infantil 5 de março de 2006

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 13:34

 

Evangelização Infantil

  

 Ontem, sábado, dia 4, foi um dia bastante ativo, se assim podemos dizer.

Primeiro, de manhã cedo, como todos os dias, fui pro trampo (a parte ruim desse emprego: trabalhar sábado >_<); puxei na faxina lá e terminei os vidros restantes que faltavam para tirar o grosso da sujeira, pois esta semana agora a Irmã Beatriz e eu puxaremos pesado de cima a baixo fazendo o pente fino, pois o prédio tem que tá brilhando para a inauguração da Casa no próximo dia 15, dia de Sta Loise de Marilac, a predescessora das Irmãs de Caridade guiadas pelos ideais de São Vicente de Paulo (que há algumas psicografias por seu espírito no Livro O Evangelho Segundo O Espiritismo – e duvido muito que os católicos tem idéias disso e mesmo os que tenham, levam fé no texto, mas, enfim, não é pra discutir isso agora e nem aqui.).

O péssimo do sábado também é que os trens funcionam em horário de feriado, isto é: apenas o ramal de Sta Cruz de 1 em 1 hora! Saí da Associação ao meio dia e só fui pegar o trem quase às 13h; cheguei na correria em casa, sem almoço, nem lanche, nem nada, fui pra baixo do chuveiro, lanchei um brigadeiro (XD não tinha almoço :S) e corrir pro GPELA. Cansada pra caramba, fui me arrastando, mas cheguei. E mesmo estando lá pensei montes de vezes se encarava o desafio ou não… sim, porque isso É um desafio!

Evangelização para Crianças.

Pra inicio de conversa, entendo patavinas de Evangelho e menos ainda como Evangelizar; depois, não vou com as fuças de crianças… ou não ia, sei lá.

Havia feito o curso que durou 3 terças feiras de fevereiro, mas acabei perdendo o domingo que foi o planejamento (pensei que fosse em 19 de março, mas foi no 19 de fevereiro :-/), mas, por um "acaso", depois de assistir a palestra de 6ª feira, a palestrante deu o recado do início das atividades de Evangelização no sábado (ontem) e deu o horário… então algo me incubiu de ir ver qual é e talvez dar uma força… por "acaso" meu nome já estava listado e eu deveria atuar exatamente neste dia, às 16h, com a turma da Infância 2, crianças de 10 e 11 anos.

É claro por não entender nada de Evangelho, Evangelização, Educação e tratamento com crianças, eu iria mais apenas para auxiliar mesmo, na parte física da coisa – ajudar a distribuir material, preparar lanches, essas coisas; mas como a sala que estávamos estava um forno, as evangelizadoras professoras foram se ocupar com alguma coisa fora dali (tá, pensa que não percebi é, que tavam fugindo do calor?! >:D), então fiquei eu lá com 5 pirralhos, mas… não é que deu super certo? É claro que foi apenas o 1° dia, com um novo horário, então muitas crianças deixaram de vir, mas acho que escolheram bem em me colocar numa turma de pessoinhas que já são mais que crianças e não são ainda aquela coisa nogentinha de pré-adolescente (pior fase da vida!). Ficamos lá montando uma maquete da Casa Espírita com montes de caixas de perfumes e afins que estavam por lá.

A "aula" foi de 4h às 5:30h e ainda deu tempo para eu pegar a palestra do sábado, das 18h às 19h.

Antes de pegar e fazer, ontem mesmo, já estando lá, tava naquele dilema entre encarar e fugir… meu ID colocando mó pilha pra sumir dali e largar aquela bobagem (nessas palavras mesmo e outras coisas piores) enquanto o Super Ego mandava ficar e encarar… acabei ouvindo o segundo ¬¬…

Os "meus" alunos de ontem foram Vitor (um menino lindo, lindo, lindo, de cabelo cor de mel e olhos esverdeados, muito doce e bem educado… ah se tivesse 20 anos a mais XDD); Nathan, o complicadinho da turma, mas que já vi que tem uma queda por desenho e conseguir dobrar ele com isso, para que participasse da atividade com os outros; e mais duas meninas, lindas também, mas que, lamentavelmente, não lembro o nome XP como pode? Como sou desnaturada.

Já sei que todos tem internet em casa e MSN e na próxima aulinha vou pegar o contato deles – e, de repente, passar a bola pra Isaac, pra fazer sua parte pela net.

Por enquanto está muito bem. Gostei das crianças, são de um nível que é possível meu entendimento e, espero, que seja o do delas também. Como estou sempre ligada a essas coisas da nova geração (blogs, desenhos, MSN, sites, internet em geral, Harry Potter) talvez seja muito mais fácil o entrosamento do que eu jamais supus, mas vai ser muito difícil quando chegar crianças de classes mais baixas que não tem acessos a nada disso… isso vai ser difícil se eu quiser mesmo fazer um trabalho a parte através da net, mas vamos esperar pra ver.

Não foi o bicho de 200 cabeças que pensei que fosse. Só espero que não piore muito lá pra frente…

Depois posto mais coisas.

Pat

 

3 Meses de Experiência…

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 8:11

 

Será que passei na experiência? Tô contratada para poder viver livre, leve e solta?

 

 
 

Para tudo na vida não é necessário o período de experimentação? Ontem, dia 4, foi o 3° mês da minha alforria com carta assinada \o/ me dando o direito sobre mim mesma, completamente. A dor parece ser necessária no aprendizado, mas quando você aprende, ela passa. Não passou completamente ainda, deve ser porque ainda não aprendi tudo que tinha que aprender com a lição, mas aqui completou-se meus 3 meses de experiência e agora acho que é só engrenar pra valer no novo "ofício". Não que eu fosse um robozinho que a tudo tinha que ser orientada, mas quando se tem alguém que ama e confia plenamente, caimos no erro de colocar nossa vida nas mãos dessa pessoa… só que isso, além de erro, pode ser muito desastroso! E foi! E somente agora, respirando os ares frescos fora da cela, que percebo o quanto fui subjugada e usada, e que a mim apenas foi dividido os prejuízos, sempre. O que pensava ser amor por mim era apenas obsessão e egoísmo aliada a uma mera atração física… e pensar que eu era acusada de ‘fria’… não, o que eu tinha era sentimento verdadeiro, coisa que esse tipo de gente não conhece e não compreende. Enfim, chegou ao fim. Demorou muito, mas chegou. Antes eu tinha apenas a impressão de ter perdido tempo, mas como agora sei que a Vida é Eterna, então não foi perda alguma… com esse relacionamento longo e estéril, talvez eu tenha saldado alguma parcela de dívidas passadas, assim espero. O fato de ter vivido sob jugo, de ter descido e permanecido no fundo do abismo trevoso por tantos anos, só poderia ser uma expiação que me fez aniquilar muito do que tinha antes, mas a provação veio com o fim disso e que serviu de ponte para buscar meu verdadeiro caminho que hoje começo a trilhar e estou, realmente, muito satisfeita com isso. Aquilo que me foi aniquilado, retorna aos poucos, de mansinho, timidamente, mas que é possível eu perceber. E me voltar novamente para Deus e buscar minha redenção perante ele é o maior prêmio que poderia receber e que poderia passar por isso outras tantas vezes, para ter o que tenho hoje! Mas como já tenho isso, não quero passar de novo por situações de traição usurpação, não! Hoje eu tenho muito e vai além do pouco que posto aqui, e isso é só o começo, valorosos prêmios em pouquíssimos 3 meses… E você, Bruno, o que tem? O que te restou ou o que ganhou? Passar bem, meu caro. Ainda oramos por sua libertação.

 
 
 

Fim de Festa \o/ 28 de fevereiro de 2006

Filed under: Sem categoria — patkovacs @ 8:31
 

 

Acho que esse foi o Carnaval mais silencioso que já presenciei... Somente no primeiro dia que deu pra ouvir alguma coisa vindo lá da Mocidade, fora isso...
Que bom! Poderia ter Carnaval durante os 365 dias do ano! A rua está vazia, uma paz! Toda a corja está lá pela região de Cabo Frio. Deveriam ficar por lá pra sempre!

Mas o dia só está começando e volto mais tarde pra postar outra coisa qualquer. Tenho que aproveitar os dois logotipos que criei pro Carnaval, porque eles não serão usados mais depois de hoje.

Ontem não deu pra postar nada, afinal não era feriado e não contava como horário livre pra usar a net. E ontem, ainda por cima, fui pro trampo  as ruas desertas, o trem saindo de 1h em 1h mas cheio, pois nem todos somos vagabaus matando serviço ou dispensados

Mais tarde volto...

 

  

Carnaval é isso aqui! Não essa deploração humana que vemos por aqui