५हჱ«══╬PATriciatu╬══»५हჱ

Só mais um site WordPress.com

Auto-conhecimento como instrumento de crescimento interior. 7 de janeiro de 2006

Filed under: Saúde e bem-estar — patkovacs @ 20:51
 
 
Hoje terminou a série de palestras em quatro parte sobre Auto-Conhecimento. Consegui assistir à todas. Desta vez, por mais que parecesse que os contratempos iriam me impedir como fizeram nas duas últimas semanas de 2005, os obstáculos foram tirados do caminho no momento propício.
Como o assunto era Auto-Conhecimento, obviamente que em determinado momento foi feita a pergunta, ou melhor, foi sugerido que se faça a pergunta: "Quem sou eu?"
E hoje, quando essa série foi encerrada, me lembrei que essa pergunta já havia sido feita antes (não por mim, a minha única dúvida existência era "o que estou fazendo aqui?"). Mas me perguntaram, há uns 15 anos atrás… "Quem é você". Era um exercício de psicologia. Na época respondi uma bobagem qualquer e se fosse responder isso agora responderia outra bobagem 😛
Mas a minha intensão é: da mesma forma que, "do nada", me lembrei desse breve episódio, espero que a pessoa que me fez essa pergunta, também se lembre. E agora sou eu que faço essa pergunta: "Quem é você?"
Não quero que me responda. Sugiro apenas que você pense sobre a pergunta. Pergunte a si mesmo: "Quem sou eu?" E eu sugiro que pense muito em si mesmo e se reencontre, pois você está desviado.
 
 
 
Angústia da Perfeição
Reforma Íntima Sem Martírio
Ermance Dufaux
 
Sem lástima e censura, perdoa-te e prossegue sempre.
Confia e trabalha cada vez mais.
Por mais causticantes as reações íntimas nos refolhos conscienciais, guarda-te na oração e na confiança e enriquece tua fé nas pequenas vitórias.
A angústia da melhora é impulso para promoção. O remédio salutar para amenizá-la é a aceitação incondicional de ti mesmo.
Sem alimentar fantasias de saltos evolutivos, dá um passo atrás do outro.
Sem ansiar pela grandeza das estrelas, ama-te na condição de singelo pirilampo que esforça por fazer luz na noite escura.
Faça as pazes com tuas imperfeições. Descubra tuas qualidades, acredite nelas e coloque-as a serviço de suas metas de crescimento, essa é a fórmula da verdadeira trasnformação.
 
 
Anúncios
 

Palavras 9 de outubro de 2005

Filed under: Saúde e bem-estar — patkovacs @ 5:54
As palavras foram feitas para serem usadas.
Então use-as.
Use-as da melhor maneira.
Use-as claramente, para que sejam bem compreensíveis.
Não deixe que o demônio da angústia o derrube.
Assim que vc sentir seu ataque, denuncie!
Busque aquele a quem confia.
Exoscise seu demônio com as palavras, com as lágrimas!
Mas não permita que ele viva dentro de vc, te corroendo.
Use as palavras para pedir socorro.
Use-as para socorrer.
Não deixe que seu demônio jogue sombras na sua vida.
Não se permita o luto!
Não permita que os que te querem bem fiquem sob essa sombra letal.
Na escuridão pouco se vê, e o que se vê não há nitidez.
E as silhuetas tomam formas estranhas.
Desabafe!
Chore!
Esperneie!
Expurgue o demonio que se aloja em seu coração!
Denuncie-o! Desmarcare-o! Descubra sua identidade!
E ele estará vencido!
Não se cale!
Fale!
Não seja tímido: GRITE por socorro!
Vc nunca está só.
São as sombras que nublam seus olhos.
E as silhuetas tomam formas esquisitas no escuro.
As sombras refletem formas estranhas, grandes, medonhas até…
Mas é apenas uma forma de intimidação do demonio que o prova.
Ao acender as luzes, as sombras se dissipam.
E as formas se mostram míseres, covardes, insignificantes.
E vc estará a salvo!
 

Luto 7 de outubro de 2005

Filed under: Saúde e bem-estar — patkovacs @ 5:58
Tudo que posso fazer é esperar que decidão o que farão comigo.
Estou de luto por mim msm.
Por me impedirem de estar em paz, ao menos.
Mas antes é necessário matar a ingenuidade de crer que alguém te compreende, entende a sua situação, seu ponto de vista. Ninguém quer fazer isso, não é do interesse de ninguém – por mais que digam que vc é importante.
Palavras de carinho podem ser tão evasivas quanto falsas.
As atitudes geralmente são mais verdadeiras e sempre desmascaram as falsas palavras.
Há várias formas de se estar morto além do parar para sempre as funções vitais do corpo.
Uma delas, a que venho experimentando desde junho, é ser apunhalado pela pessoa que vc mais confiava no mundo, que era seu porto-seguro, seu apoio moral.
Quando essa única pessoa se reduz a uma pessoa qualquer que vc vê na rua, que conhece ou não, então a morte é certa, algo em vc morre, causando uma perda irreparável, para sempre.
Jamais confie cegamente em ninguém. Não use outras pessoas além de si próprio como ponto de apoio, de equilíbrio. Pessoas são traiçoeiras. E quando essa traição acontece, há um desastre em que tudo se esfacela, e vc, por culpa de outros, se torna uma pessoa pior. E se tornando uma pessoa pior, mesmo sendo a vítima, com cicatrizes eternas, vc é quem será punido para o resto da vida, por outras pessoas igualmente traiçoeiras e egoistas.
Enquanto se é bondoso, há pessoas de sobra no mundo para explorar isso de vc, e como se lhe posse à prova, te abusa e te violenta, até que quase nada dessa bondade lhe reste.
E quando lhe resta muito pouco, virão e te torturarão por vc ter se tornado o que se tornou.
Ninguém merece confiança cega. Nem o peso dos anos, nem o peso das dificuldades que enfrentaram juntos contará quando a outra pessoa se cansar de vc. E essa outra pessoa fará que seja o mais traumático possível a distância que fará de vc.
Sozinho no meio de um nada. É melhor jamais se ter onde se apoiar e aprender a nadar, boiar, do que se apoiar num bote de salvamentos que poderá rachar e te matar afogado no meio escuro do nada.
Aprender a andar com as próprias pernas sem precisar de muletas, que podem se quebrar e te deixar ainda mais ferido.
A solidão não é tão fatal quanto o desolamento, quanto a negligência. Não há provérbio mais verdadeiro do que "antes só que mal acompanhado".
 
 

Flores OnLine 24 de julho de 2005

Filed under: Saúde e bem-estar — patkovacs @ 20:45
Recebi da Suzenne 🙂