५हჱ«══╬PATriciatu╬══»५हჱ

Só mais um site WordPress.com

Seer Mulher 12 de março de 2006

Filed under: Poesia — patkovacs @ 19:37
 
SER MULHER…
  
   Ser mulher é viver mil vezes em apenas uma vida,
 é lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora,
é estar antes do ontem e depois do amanhã,
é desconhecer a palavra recompensa apesar dos seus atos.
Ser mulher é caminhar na dúvida cheia de certezas,
 é correr atrás das nuvens num dia de sol
 e alcançar o sol num dia de chuva.
Ser mulher é chorar de alegria e
muitas vezes sorrir com tristeza
 é cancelar sonhos em prol de terceiros,
 é acreditar quando ninguém mais acredita
 é esperar quando ninguém mais espera.
Ser mulher é identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa
 é ser enganada e sempre dar mais uma chance
é cair no fundo do poço e emergir sem ajuda.
Ser mulher é estar em mil lugares de uma só vez
é fazer mil papéis ao mesmo tempo
 é ser forte e fingir que é frágil pra ter um carinho.
Ser mulher é se perder em palavras e
 depois perceber que se encontrou nelas,
é distribuir emoções que nem sempre são captadas.
Ser mulher é comprar, emprestar, alugar,
 vender sentimentos, mas jamais dever
é construir castelos na areia,
vê-los desmoronados pelas águas e ainda assim amá-las.
Ser mulher é saber dar o perdão
é tentar recuperar o irrecuperável
 é entender o que ninguém mais conseguiu desvendar.
Ser mulher é estender a mão a quem ainda não pediu
 é doar o que ainda não foi solicitado.
Ser mulher é não ter vergonha de chorar por amor
é saber a hora certa do fim
 é esperar sempre por um recomeço.
Ser mulher é ter a arrogância de viver
apesar dos dissabores, das desilusões,
das traições e das decepções.
Ser mulher é ser mãe dos seus filhos
e dos filhos de outros e amá-los igualmente.
Ser mulher é ter confiança no amanhã e aceitação pelo ontem
é desbravar caminhos difíceis em instantes inoportunos
e fincar a bandeira da conquista.
Ser mulher é entender as fases da lua por ter suas próprias fases.
É ser "nova" quando o coração está a espera do amor
ser "crescente" quando o coração está se enchendo de amor
 ser cheia quando ele já está transbordando de tanto amor
e minguante quando esse amor vai embora.
Ser mulher é hospedar dentro de si o sentimento do perdão
é voltar no tempo todos os dias e viver por poucos instantes coisas que nunca ficaram esquecidas.
Ser mulher é cicatrizar feridas de outros e
 inúmeras vezes deixar as suas próprias feridas sangrando.
Ser mulher é ser princesa aos 20
 rainha aos 30
 imperatriz aos 40
 e especial a vida toda.
Ser mulher é conseguir encontrar uma flor no deserto
 água na seca
 e labaredas no mar.
Ser mulher é chorar calada as dores do mundo e
 em apenas um segundo já estar sorrindo.
Ser mulher é subir degraus e
 se os tiver que descer não precisar de ajuda
 é tropeçar, cair e voltar a andar.
Ser mulher é saber ser super-homem quando o sol nasce
e virar Cinderela quando a noite chega.
Ser mulher é ter sido escolhida por Deus
para colocar no mundo os homens.
Ser mulher é acima de tudo um estado de espírito
 é uma dádiva
 é ter dentro de si um tesouro escondido e
ainda assim dividí-lo com o mundo!
***
(Silvana Duboc)
***
Copiado do Space Cigana & Poesias, da amiga Cláudia Lopes.
***
 
 
 
Pintura em Ecoline do amigo OttattoX! Linda!!
 

CONSELHOS DE UM VELHO APAIXONADO 28 de janeiro de 2006

Filed under: Poesia — patkovacs @ 17:28
 
CONSELHOS DE UM VELHO APAIXONADO
Carlos Drummond de Andrade
 

Quando encontrar alguém, e esse alguém
fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção:
pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho entre eles, fique alerta:
pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso e se o beijo for apaixonante,
e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba:
existe algo mágico entre vocês.
Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento,
chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa:
você poderá contar com ela em qualquer momento da sua vida.
Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos,
chinelos de dedo e cabelos emaranhados…
Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma,
um futuro sem a pessoa ao seu lado…
Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo
e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar louco por ela…
Se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo:
É O AMOR QUE CHEGOU NA SUA VIDA.
Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida,
mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.
Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais,
deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio.
Por isso, preste atenção nos sinais,
não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego
para a melhor coisa da vida: O AMOR!!!

 

Ser GRande… 20 de dezembro de 2005

Filed under: Poesia — patkovacs @ 3:21

 

Ser grande…

 

Quando a incompreensão bater em sua porta

E tudo o que fizeres for mal interpretado

Lembre-se de sua missão na Terra:

amar ao próximo como a ti mesmo.

Deus segue-nos os pensamentos

e sabe realmente quais foram nossas intenções.

Não deixe de amar ao próximo

por ele não te compreender…

Pois cada criatura encontra-se

no grau de desenvolvimento que lhe é próprio.

A inveja, a cobiça, a raiva e o

sentimento de pequinês

só aparecem em seres que

 ainda não conseguiram entender

 que nós nos encontramos

de passagem pela vida,

e que dela apenas levaremos

aquilo que fizermos de bom aos outros.

Embora não sejamos compreendidos por todos,

Deus dá a cada um segundo suas obras.

Ame, viva sonhe, realize…

Não sinta-se pequeno…

 Faça-se grande!


Essa poesia é de autoria da amiga Cláudia Lopes